A História Não Tem Fim (2001)

by Dance of Days

/
1.
2.
3.
4.
03:08
5.
6.
02:47
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
02:43
14.
03:30
15.

about

Gravado semi ao vivo, mixado e masterizado em apenas 20 horas em Junho de 2001, nos Estúdios El Rocha, São Paulo.
Produzido por Fernando Sanches e Dance of Days.
Todas as letras e harmonias vocais por Nenê Altro.
Todas as músicas por Nenê Altro, exceto faixas 1, 7, 9, 11 e 12, músicas por Nenê Altro e Tyello.
Todos arranjos finais por Dance of Days.
Foto da capa por Jozzu.

Dance of Days, nessas gravações, tinha a seguinte formação:
Nenê Altro – Vocal
Marcelo Verardi – Guitarra
Tyello – Guitarra
Júlio – Bateria
Junior – Baixo

Obs.: A versão original desse disco continha apenas 11 músicas, mas foram gravadas 15. As faixas 7, 9, 11 e 12 apareceram originalmente no Split Bike, que foi um split de tiragem limitada com a banda Dominatrix.

credits

released June 1, 2001

tags

license

all rights reserved

about

Dance of Days São Paulo, Brazil

Rock paulista na estrada desde 1997!

Nenê Altro – Vocal
Marcelo Verardi – Guitarra
Adriano Parussulo – Baixo
José Junior – Bateria


Para shows escreva: shows@danceofdays.com.br ou envie whatsapp para 11963650960

Imprensa: imprensa@danceofdays.com.br

Agenda: danceofdays.com.br
... more

contact / help

Contact Dance of Days

Streaming and
Download help

Track Name: Se Essas Paredes Falassem
SE ESSAS PAREDES FALASSEM...

Se essas paredes falassem,
se contassem cada vez que me vi de joelhos na escuridão,
com medo de levantar
e fitar na penumbra meus olhos no espelho
dizendo que não, não pode ser verdade...
Mas é tanta maldade jogar à fogueira o meu coração
por sentir não ter forças pra calar estas bocas
e afastar os dedos de minha direção.

Asas fracas não me deixam voar.
E eu não me lembro de pedir pra você ficar
e arrancar carne de meu peito com tanto ódio.
E gritar pra eu me excluir de teu mundo.

Já não sei mais há quanto tempo
não vejo o sol com meus próprios olhos.
Já não sei mais se é por medo
ou se esqueci como olhar pra fora.
Portas frias me deixam sem ar,
e ninguém me ouve bater pra vir me ajudar.
E eu não quero mais viver com medo ou vergonha
de respirar, de existir ou de beijar teus lábios.

Se estas paredes falassem, se contassem cada vez
que sonhei viver em outro lugar, onde Marte ama Marte
e Vênus pode passear de mãos dadas com Vênus
sem se preocupar com o vento covarde
que me deixa até tarde com medo
e sem saber se você vai voltar.
Será que sou eu o errado por querer estar a teu lado
em jardins onde as flores não envenenam o ar?
Track Name: Ícaro Sobre As Chamas
ÍCARO SOBRE AS CHAMAS

Caminha em frente e protege o rosto
do vento que cega e trás memórias
com gosto de câncer e lágrimas.

Quem me dera pudesse ele me levar pra longe
agora que nada existe aqui
além da doença faminta no ar.

A grande união se desfez,
mas não me deixe outra vez queimar
acreditando que nada iria ferir estes olhos,
cansados de sangrar por todas vezes
em que espadas e milagres
tornaram meu vinho em veneno para ratos.

Enquanto nos porões destas fábricas
nosso suor move as máquinas,
a fumaça cinza apaga o sol.

E então saímos pra recolher os restos
por baixo da fuligem.
Por favor não me deixa ver que
trocamos nosso sangue por migalhas
e que não há mais abrigo pra se proteger
agora que a noite não tem fim.

Segura forte minhas mãos e diz
que amanhã vamos acordar
e nosso leito não vai estar tão sujo e frio...
Track Name: Corvos Do Paraíso
CORVOS DO PARAÍSO

Palavras mais palavras,
malditas, desgraçadas...
outra vez jogadas contra o vento.
Tudo aquilo que senti já não vale mais nada
agora que vejo o quão tolo foi acreditar
que o calor humano da revolução
jamais queimaria minhas mãos
e vejo a "solidariedade proletária" escorrer
pelo sangue nas costas de meus irmãos...

Agora que se contam corpos como grãos,
com os mortos enterramos nossos ideais.
Como não alimentar o ódio em meu olhar
se a dor da traição aumenta cada vez
que lembro de teu discurso febril
escondendo a foice em teus olhos,
e me sinto tão usado, infantil e tão culpado,
imundo, vazio, doente, imbecil,
tudo por ter acreditado uma vez.
Track Name: Vinde A Mim
VINDE A MIM

O sol que aquece meu corpo ofusca meu olhar,
mas não mais o temo.
Agora sei que meus passos no escuro
enfim me levaram além do mito que,
em dias que pensei estar tão certo
me fez sangrar por meus olhos
ao não ver nada além do medo e da dor.

“Pobre criança te ajoelhes
e chores por crimes
que nunca imaginou ter cometido.
Peça o perdão pagão
e vinde aos braços que te aguardam
pra roubar-te a inocência
e dar-te a dor da angústia e da incerteza”.

Tantas vezes pensei andar em plumas
tropeçando sobre brasa e lanças
e ouvi tua voz dizer que um dia iria ter a paz
que sei, nunca guardastes pra mim.

E ouvi teus profetas
a me dizer que não há fim em tua bondade
caminhando entre a peste que corrói teus filhos
e o olhar faminto e sem vida dos que beijam teus pés.
Não posso mais tocar-te
porque deixei de crer em teus brados heróicos.

Adeus,
agora que sei que nas mais altas montanhas
o vento é bem mais forte
e tua sombra não mais queima
quem ousa te olhar nos olhos
e ver que teus castelos são de areia
e que não há nada além de tinta e sangue
em tuas escrituras.
Track Name: Flores Aos Rebeldes Que Falharam
FLORES AOS REBELDES QUE FALHARAM

Por tantas vezes pensei saber o que fazer
mas sempre acabei por tomar
cuspido em minha cara tudo em que acreditei.
E já não posso suportar,
já não consigo acreditar que vai ser diferente
ou que vale a pena tentar.

Carregamos tantos vícios
que já não há virtudes pra contar.
Cultivamos precipícios
em que despencamos sem pensar.

E a história não para e não procuramos saber
se realmente queremos viver sem aprender.

Como pude ser tão idiota e voltar
se tantas vezes eu errei...
Como pude segurar em suas mãos
se eu sei que você vai me largar,
sei que não vai adiantar
e que o gosto amargo nunca vai passar.

Carregamos tantos vícios
que já não há virtudes pra contar.
Cultivamos precipícios
em que despencamos sem pensar.

E nunca conseguimos nada,
todos sonhos que tivemos
condenamos ao esquecimento
e a nosso próprio desprezo.
"E nós que tanto lutamos,
tanto sofremos e erramos"...
acabamos por achar tudo aquilo
sem graça demais.

De nada vai adiantar
fingir certeza em seu olhar
se toda vez terminamos por
recolher os cacos que restaram
de nossa auto-estima
quando outra vez plantamos cinzas
que nunca vão florescer
no jardim de nossos sonhos...

Nunca.
Track Name: Carro Bomba
CARRO BOMBA

Outra semana trabalhando como um desgraçado.
Pela janela minha vida a desaparecer
e os sorrisos a minha volta me fazem querer morrer.
Um dia vou tocar fogo nessa merda
e não vai sobrar nada.

Pela janela o computador,
a máquina de escrever,
você e seu mundo fútil
sem porra nenhuma a me dizer.

Eu não tenho nada a ver com seu narcisismo idiota.
Eu não quero ser como você,
um verme a cultivar gravatas e um status quo de merda.

Você não imagina o que eu tenho em mente
quando digo bom dia.
Quando digo “sim senhor”
eu penso em te erguer pelo pescoço
e te ver mijar nas calças seu filho da puta.
Como um carro bomba aguardo minha hora de explodir
e levar tudo comigo.

Pela janela o computador,
a maquina de escrever,
você e seu universo
megalomaníaco inútil.

O relógio marca incessante a hora.
Será que hoje eu estouro ou eu vou embora?
Pra amanhã te imaginar rastejando
só mais uma vez...

Eu não tenho nada a ver com seu narcisismo idiota.
Eu não quero ser como você,
um verme a cultivar gravatas e um status quo de merda.
Você não imagina o que eu guardei só pra você.
Track Name: Acho Que É A Sua Vez De Jogar
ACHO QUE É SUA VEZ DE JOGAR

Já não é mais o mesmo.
Então por que insistir em remar em vão,
quando remos sem pás
não conseguem mais nos mover?

Quando o silêncio não deixa respirar
e nem a amarga brisa toma o lugar do vazio, é infinita a dor
ao sentir que já não sei se restou algo no ar
e que já não sei se há algo mais a perder.

Quem me dera teus olhos
pudessem ver por trás dos meus,
agora que nossos mundos estão tão distantes e,
mesmo perto de ti,
por mais que estenda meus braços
não mais posso te tocar,
não mais sou capaz de esconder
que estou cansado demais pra lutar...

E que por vezes eu quis tanto
que meu corpo suimisse no ar.
Só pra não ter que escolher.
Só pra não ter que voltar.
Track Name: Me Leve Às Estrelas
ME LEVE ÀS ESTRELAS

Não fala mais nada e deixa viver sem culpa
porque não há nada que se possa fazer
agora que, sem âncoras, este navio segue rumo ao sol
e nada mais vai voltar a ser como em dias que
meus passos não diziam nada e eu caminhava sem saber
como ia voltar pra casa antes do dia amanhecer.

E, se o vento carregar pra longe o teu olhar,
e tocar o céu ser dor maior que perceber
que as nuvens de algodão tem marcas de minhas mãos,
mesmo assim te guardarei, porque agora tanto faz.

Me leve às estrelas sem pensar
que amanhã tudo pode mudar.
Me deixa sonhar em paz
porque já não penso em acordar.
Track Name: Balada Do Corcel Verde Velho
BALADA DO CORCEL VERDE VELHO

Escutei tua voz ao fundo
mandando me dizer que não estava
e me senti um idiota porque sei que,
como sempre, vou tornar a te ligar
só pra ouvir a tua voz doce
me falar que talvez amanhã pode ser
e que ligue outro dia pra você.
Como pude ficar tão vulnerável
e tão inseguro em tuas mãos?
Caminhando com medo de que
o chão suma de mim sem dizer por quê.

Mas toda vez que você está perto de mim
eu esqueço tudo te olhando sorrir
e tudo soa como música
até a hora em que você me beija no rosto
e outro adeus me diz.

Tento me dizer que talvez seja melhor assim,
e que talvez teu mundo não tenha lugar pra mim.
Já perdi as contas de quantas noites passei
dirigindo sem sentido
pensando em te dizer que morri
e que não precisa se preocupar porque
nunca mais vou rastejar por estar perto de ti.

Me diz o que você quer de mim.
Me diz por que tem que ser assim
e por que me deixou um recado
pedindo pra não sumir.
Track Name: Os Mesmos Dias
OS MESMOS DIAS

É tão difícil voltar
e ver que não restou nada mais.
As folhas caem com o vento
e tentamos dizer que nada mudou
e que nunca irá mudar,
mesmo sabendo que ainda doi tanto lembrar
que já não são mais os mesmos dias
e que já perdemos o brilho em nossos olhos.

Fica mais um pouco só até a chuva passar.
Diz que vai voltar pra casa quando tudo acalmar.

Sei que ninguém tem culpa
e que já não há como cicatrizar
o que o tempo feriu demais.
Já não são mais os mesmos dias.
Já perdemos o brilho em nossos olhos.

"Pra Sempre" sempre soou tão suave
até sentir que não valia a pena.
Agora são só lembranças de dias
em que tudo parecia tão certo
até você partir pra não voltar.
Track Name: Mais Um Café Gelado Por Favor
MAIS UM CAFÉ GELADO POR FAVOR

Hoje não, por favor me deixa em paz.
Não quero pensar em mais nada.
Me leva daqui pra algum outro lugar
onde ninguém vai me falar
como devo “mudar o mundo”,
como devo me comportar
e das coisas em que devo pensar.

Eu só quero um sorriso,
quero sair e namorar.
Esta noite já não posso mais ficar
e ouvir você falar sobre dinheiro e trabalhar,
sobre coisas que eu não vou mudar.
Quem sabe um outro dia?
Hoje estou indo embora
e não tenho hora pra voltar.

Não importa se o que eu sinto
não faz sentido pra você,
esta noite eu vou ver o mar
e sentir as ondas em meus pés,
sentir que meus dias valem muito mais que
ficar e ouvir você falar sobre dinheiro e trabalhar,
sobre coisas que eu não vou mudar.
Quem sabe um outro dia?
Hoje estou indo embora
e não tenho hora pra voltar.

Você torna tudo tão difícil,
porque se importa demais
com o que os outros vão pensar.
Ninguém vai devolver sua vida
quando perceber que deixou tudo pra trás.
Track Name: Apertem Os Cintos (Estamos Perdendo A Pressão Na Aeronave)
APERTEM OS CINTOS (ESTAMOS PERDENDO A PRESSÃO NA AERONAVE)

Deixa pra lá, esquece o que eu falei.
Não era nada demais.
Já não sei o que dizer, então me deixa ir
agora que nada mais me importa.
Quero sumir desse lugar.
Quero fugir sem olhar pra trás.

Não sei por que acreditei que ia ser diferente.
Agora tudo o que eu guardei ficou tão distante,
e já não é como em instantes atrás,
já não faz mais sentido algum.

E nem ser “grandes amigos”
vai conseguir tomar o lugar da tristeza que eu sinto
e do vazio em meu olhar.
Que nada mais me importa.
Quero sumir desse lugar.
Quero fugir sem olhar pra trás.

Não sei por que fui te dizer
tudo que eu sentia.
Agora tudo o que eu guardei
ficou tão distante.

Quando eu soltei as tuas mãos
e te deixei em teu portão,
tudo ficou tão cinza e frio
e o mundo em que eu vivia
já não foi como em instantes atrás,
já não fez mais sentido nenhum.
Track Name: Astro Boy
ASTRO BOY

I’ve grown up an astro boy
(all my treasures are on this tape).
I live in a far away red planet.
This is my “space rock” radio show,
billions of miles
straight into your radio.
I know you’re daydreaming when you hear me
turn on the yellow rocket.

Turn on the yellow rocket now
and fly away the universe,
but listen to the music LOUD.

When your eyes stare at the horizon
and people talk to you
but you hear no sound,
you can be sure the frequency is perfect.
Look, the stars are flashing in red and blue,
the moon is the globe of our own disco club.
If you come and dance
I’m sure you will hear me
turn on the yellow rocket.

Turn on the yellow rocket now
and fly away the universe,
but listen to the music LOUD.



Eu cresci um “Astro Boy”
(todos meus tesouros estão nesta fita).
Eu vivo em um planeta vermelho distante.
Este é meu programa de “space rock”,
a bilhões de milhas
diretamente para seu rádio.
Eu sei que você está sonhando acordada
quando me escuta ligar o foguete amarelo.

Ligue o foguete amarelo agora e vôe pelo universo,
mas escute a música ALTO.

Quando seus olhos param no horizonte
e as pessoas falam com você
mas você não escuta nenhum som,
você pode ter certeza de que a frequência está perfeita.
Veja, as estrelas estão brilhando em vermelho e azul,
a lua é o globo de nossa própria discoteque.
Se você vir e dançar
eu tenho certeza de que irá me ouvir
ligar o foguete amarelo.

Ligue o foguete amarelo agora e vôe pelo universo,
mas escute a música ALTO.
Track Name: Instantes
INSTANTES

Não mais caminhar na praia.
Não mais outro entardecer.
Não mais a brisa que diz "-Vai chover...".
Não mais as luzes da cidade me dizendo
que há tanta coisa pra viver.

Eu que tanto quis guardar meus dias,
eu que tanto pensei com medo de tentar.
Já não mais, não mais me restam chances de errar.

Ah, quando eu penso que tudo poderia ser...
Ah, quando eu lembro que era só querer...

A fumaça sai de meu olhar
e eu tento não ver, tento negar
que este no espelho já não sou mais.

Agarro meus sonhos entre minhas mãos
mas por entre meus dedos eles se vão.
Ah se eu pudesse voltar atrás,
juro, eu viveria cada dia.
Mas tão fraco,
já não posso mais recuperar os anos que deixei pra trás.
Andaria na chuva, pularia no mar
e te diria tudo que deixei de falar.
Track Name: Suburbia, 1986
SUBURBIA, 1986.

It seems we follow a smoke trail
which fades away the more we need it,
to know where to go,
'cause we're dizzy enough not to remember
what we've been doing.
How does it feel now you're by yourself
and there's no one else to take care of you.
No one brings you home when it's late enough
for children to play so far away.

The gig is over, and it's so early...
I don't wanna go home.
I know I'll sleep alone.
I know I'll miss someone to hold so much.
The basement is closed,
all the kids are gone,
but I'm sure I'll stay here
'cause nothing is worse than the silence
which makes you hear your lower mind's voice.

Have you ever felt like
all directions seem to lead us
to the same place?
How great if our lives shone forever
just like that fuckin' perfect song
we used to sing along.
Backstage kissing hold me strong
while the amps are screaming,
screaming for us.

Let’s walk the whole night,
let's talk some shit.
Oh, please stay and make me feel alive.
Is it the same with all punk kids?
Are we so afraid of our time passing by?
Just one more coffee.
Just one more kiss.
Just one more song.
It's all that I need to feel like the world isn't bad enough
as long as you're there for me.



Parece que seguimos uma trilha de fumaça
que desaparece quando mais precisamos dela,
pra saber onde ir
pois estamos tontos demais pra lembrar
o que temos feito.
Como você se sente agora que está sozinho
e não tem mais ninguém pra tomar conta de você?
Ninguém te leva pra casa quando está muito tarde
para crianças estarem brincando tão longe.

O show acabou e é tão cedo.
Eu não quero ir pra casa.
Sei que vou dormir sozinho.
Sei que vou sentir muito a falta de alguém pra abraçar.
O porão está fechado
e todos foram embora,
mas estou certo de que ficarei por aqui,
porque nada é pior do que o silêncio
que te faz ouvir a voz mais baixinha de sua mente.

Você já sentiu alguma vez como
se todas as direções estivessem nos levando
ao mesmo lugar?
Seria maravilhoso se nossas vidas brilhassem para sempre
como naquela canção perfeita
que costumávamos cantar juntos.
Beijos nos bastidores me segurem forte
enquanto os amplificadores estão gritando,
gritando por nós.

Vamos caminhar a noite inteira
e falar merda.
Por favor fique e me faça se sentir vivo.
Será que é a mesma coisa com todos garotos punks?
Será que tememos tanto que nossa época passe?
Só mais um café.
Só mais um beijo.
Só mais uma música.
É tudo o que eu preciso
para sentir que o mundo não é tão ruim assim
enquanto você estiver lá por mim.